Governo Provincial de Luanda
Saúde

Lançado programa de combate à malária

Durante o encontro em que estiveram presentes representantes de órgãos públicos e privados, foi feita uma apresentação do relatório sobre a malária no país pelo secretário de Estado da Saúde Pública, José Vieira Dias da Cunha.

De acordo com o relatório, foram registados no primeiro trimestre deste ano no país mais de 720 mil casos, situando-se entre a principal causa de morte em Angola e que resultou em quase 2.100 óbitos.

A província de Luanda em relação ás demais, apresenta-se com maior número de casos da doença e com maior numero de óbitos durante o período em referência, com 177.029 casos e 278 óbitos, sendo as crianças menores de cinco anos, as principais vitimas deste flagelo.

Ainda de acordo com o relatório, a malária, além de constituir a principal causa de morte em Luanda em particular, é também o maior motivo de internamentos hospitalares e de abstenção escolar e laboral.

Por este motivo e preocupado com a situação, o Governo Provincial de Luanda, na pessoa do seu titular, Adriano Mendes de Carvalho, aprovou no ano passado durante o seu Conselho Técnico o Programa Luanda Saúde de 2022, que visa criar condições para melhorar a qualidade do sistema de saúde na província e do atendimento hospitalar.

Estão igualmente em curso em todos municípios da província de Luanda, acções complementares ligadas ao saneamento do meio, limpeza e desassoreamento das valas de drenagem, que constituem os principais focos desta doença, bem como a distribuição de mosquiteiros, pulverização intra-domiciliar e aplicação de biolarvicidas em criadouros, para o controlo larval.