Governo Provincial de Luanda
Sociedade

Mensagem do governador alusivo ao dia da criança africana

Queridas crianças, bom dia.

Comemorado 15 dias depois do dia Internacional da criança, o dia 16 de Junho se reveste de particular importância para vocês crianças de África e em particular as crianças angolanas.

Neste dia, no longínquo ano de 1976 na Republica da Africa do Sul, na localidade do Soweto, milhares de cidadãos de raça negra entre os quais cerca de 15 a 20 mil jovens estudantes, manifestavam-se reclamando por um sistema de ensino melhor, essencialmente para as crianças.

Esta manifestação que se pretendia pacifica, foi brutalmente repelida pelas forças policiais do então Governo sul-africano, da qual resultou na morte de centenas de pessoas, incluindo crianças, dentre elas o jovem Hector Pieterson, de 13 anos de idade, baleado e morto e que veio a tornar-se no símbolo do dia que se vai comemorar amanhã.

Instituído em 1991 pela OUA - Organização da Unidade Africana, agora UA - União Africana, este ano estamos a celebrar o dia da Criança Africana sob o lema: Para o Desenvolvimento de África, Nenhuma Criança Pode ser Esquecida. Constitui pois, uma ocasião especial e importante para reflectirmos sobre a promoção de condições que permitam às nossas crianças ter uma vida feliz.

O Executivo angolano, liderado por Sua Excelência João Manuel Gonçalves Lourenço, continua apostado em aplicar os 11 compromissos relativos aos direitos da criança, nomeadamente, sobre a esperança de vida, a Segurança alimentar nutricional, o Registo de nascimento, a Educação da primeira infância, a Educação primária, a Justiça juvenil, a Prevenção e redução do impacto do VIH/SIDA nas famílias e nas crianças, a Prevenção e mitigação da violência contra a criança, a Competências familiares, a Criança e comunicação social e por fim a Criança no orçamento geral do Estado, porque elas merecem.

Merecem todo nosso carinho, amor, atenção, mais saúde, mais escolas com um melhor sistema de ensino, merecem respeito e protecção de todos nós, porque elas constituem uma prioridade absoluta.

Por ocasião desta celebração, todas as forças vivas da sociedade, são chamadas a reforçar a luta contra o trabalho infantil, o abandono familiar, a violência contra a criança, as drogas e outros direitos que têm sido violados, de modo a garantir-lhes uma vida digna e feliz.

Fazemos pois um apelo aos lideres do nosso continente e aos seus governos, no sentido de proporcionarem as crianças, oportunidades que lhes permitam serem ouvidas, como forma de estarem aptas para a luta contra os males que lhes afectam, entres eles o HIV/SIDA, e outras perturbações que impedem no seu normal desenvolvimento.

Aproveitamos essa ocasião para aconselhar as nossas queridas crianças angolanas e estrangeiras residentes em Luanda, ao estudo e ao respeito aos pais. Queremos também aproveitar esta ocasião para dizer aos meninos que o Governo Provincial de Luanda conta com vocês para termos uma Luanda mais limpa, mais arborizada, e mais verde.

Dedicamos às crianças africanas, esta mensagem e nos comprometemos em tudo fazer para a defesa, protecção e na criação de melhores condições para desenvolvimento saudável das crianças, e que por via disto, conheçam um novo horizonte de prosperidade dentro da sua própria Pátria. Pois, afirmamos aqui que vocês são o futuro das nações!

VIVA AS CRIANAS AFRICANAS

VIVA AS CRIANÇAS ANGOLANAS

VIVA AS CRIANÇAS DA PROVINCIA DE LUANDA

MUITO OBRIGADO